Logo Elsevier

EsteéoconteúdodoPacientEngagement

O que acontece quando o paciente vai para casa?

Saiba mais sobre nossos produtos de Patient Engagement agora! Transforme seus pacientes em participantes ativos em seus cuidados de saúde, dando a eles acesso fácil às mesmas informações baseadas em evidências em que você confia - mas fornecidas em um formato fácil de entender.

Mar.29.2019
 Child Abuse and Neglect

Abuso e negligência de crianças

Child Abuse and Neglect

O abuso e a negligência de crianças, também conhecidos como maus-tratos a crianças, se refere a qualquer maneira na qual alguém maltrata uma criança. Isso também inclui negligência em proteger a criança de maus-tratos e da possibilidade de maus-tratos ou permitir que a criança testemunhe violência ou abuso cometido a outras pessoas. Maus-tratos a crianças podem ser intencionais ou não. O abuso com frequência ocorre por períodos prolongados.
Crianças que sofrem abuso com frequência não têm ninguém que possam procurar em busca de ajuda. Elas com frequência se sentem envergonhadas devido ao abuso ou temem o(a) autor(a) do abuso. O(a) autor(a) do abuso pode ter ameaçado a criança de retaliação caso ela conte a qualquer pessoa sobre o abuso. Adultos que trabalham com crianças, que mantêm contato com elas ou que ficam sabendo de abusos têm a responsabilidade de proteger as crianças.
Se você acha que alguma criança está em perigo imediato, ligue para o serviço de emergência local (911 nos EUA).

Quais são os diferentes tipos de abuso e negligência?

Abuso físico

O abuso físico pode incluir:
  • Ameaças com armas.
  • Atingir com objetos.
  • Empurrões.
  • Segurar com força.
  • Golpes.
  • Chutes.
  • Tapas.
  • Tremores.
  • Queimar.
  • Uso impróprio de restrições ou medicamentos.

Abuso sexual

O abuso sexual infantil ocorre quando uma pessoa envolve uma criança ou adolescente em alguma atividade para seu próprio prazer sexual. Isso inclui ato sexual e comportamento sexual sem contato entre um adulto e um adolescente ou uma criança mais nova, ou entre um adolescente mais velho e uma criança mais nova. Essas atividades caracterizam abuso, independentemente de serem forçadas ou consentidas.

Abuso emocional e psicológico

O abuso emocional e psicológico pode incluir:
  • Xingamento.
  • Rejeição.
  • Humilhação.
  • Intimidação.
  • Isolamento social.
  • Ameaça.
  • Constrangimento.
  • Negação de amor.

Negligência

Negligência ocorre quando um cuidador deixa de atender às necessidades de uma criança. A negligência frequentemente ocorre junto com outros tipos de abuso. Negligência pode incluir deixar de garantir:
  • Alimento.
  • Abrigo.
  • Nas roupas.
  • Meios de higiene pessoal.
  • Assistência médica e odontológica.
  • Educação.
  • Supervisão.
  • Estímulos sociais.

Como posso saber se uma criança está sendo abusada ou negligenciada?

Há diversos sinais de que uma criança possa estar sofrendo abuso ou negligência.

Sinais físicos

Uma criança pode estar sendo abusada ou negligenciada se ela apresentar:
  • Queimaduras.
  • Cicatrizes.
  • Hematomas.
  • Mordidas.
  • Ossos quebrados.
  • Feridas.
  • Erupções cutâneas.
  • Perda de peso.
  • Hemorragia.
  • Lesões nos genitais.
Com frequência, a criança pode não ser capaz de explicar os sinais físicos ou pode mudar sua explicação.

Sinais comportamentais

O abuso infantil e a negligência podem ser difíceis de detectar. Às vezes, as crianças demonstram muito poucos sinais. Uma criança pode estar sofrendo abuso ou negligência se ela:
  • Parecer ter medo de um cuidador ou outros adultos.
  • Isolar-se socialmente ou ficar incomumente afetuosa.
  • Parecer deprimida.
  • Tiver pesadelos ou dificuldade para dormir.
  • Tentar fugir.
  • Retomar comportamentos de quando era menor. Isso pode incluir urinar na cama à noite e chupar o polegar.
  • Desenvolver súbita alteração do apetite.
  • Achar que tem doenças imaginárias (hipocondria).
  • Mostrar sinais de hostilidade em relação a pessoas ou animais.
  • Desenvolver comportamentos destrutivos ou autodestrutivos.
  • Demonstrar extremos emocionais. Isso pode incluir:
    • Chorar demais ou não chorar em absoluto.
    • Comportamento muito agressivo ou muito passivo.
    • Medo demais ou ausência de medo.
  • Dores abdominais ou dores de cabeça inexplicáveis.
  • Muitas faltas ou desempenho ruim na escola.
  • Agir de maneira sexualmente madura, de uma forma que não corresponde à idade da criança.
  • Apresentar mudança de caráter perceptível.
  • Demonstrar pouco interesse em atividades recreativas.
  • Abusar de álcool ou drogas.
Além disso, a criança pode:
  • Ter muita fome.
  • Ter pouca higiene.
  • Usar roupas impróprias para o tempo.
  • Parecer ter pouca ou nenhuma supervisão de um adulto.
  • Parar de evoluir no peso e altura normais para a idade.
  • Não ter os suprimentos médicos necessários.

O que devo fazer se descobrir que uma criança está sendo abusada ou negligenciada?

Se você acha que alguma criança está em perigo imediato, ligue para o serviço de emergência local (911 nos EUA).
Caso uma criança esteja sendo abusada ou negligenciada, contate:
  • Os Serviços de Proteção à Criança (SPC) nos EUA. Essa agência governamental geralmente faz parte do serviços social ou do departamento de serviços humanos (às vezes chamado de Departamento de Crianças e Famílias, ou DCF).
  • Um médico. Médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde têm a obrigação de comunicar abuso ou negligência e podem garantir que a criança fique saudável e em segurança. Você pode levar a criança a um pronto-socorro caso não saiba aonde ir.
  • A polícia. Comunique suas suspeitas à delegacia de polícia local.
  • A Childhelp, linha direta de combate ao abuso infantil, disponível 24 horas por dia, no número 1-800-422-4453.
Quando um caso de abuso é comunicado:
  • A criança nem sempre é removida de imediato do lar. Na verdade, o SPC trabalha para manter as famílias unidas e fornece apoio para prevenir abusos e fortalecer as famílias sempre que possível.
  • A denúncia pode ser anônima. Na maioria dos estados dos EUA, você não precisa informar o seu nome.
  • A denúncia é confidencial. O(a) autor(a) do abuso não tem o direito de saber quem o(a) denunciou.

Quais são as opções de tratamento para crianças vítimas de abuso ou negligência?

O tratamento depende do tipo de abuso ou negligência. Ele em geral inclui a criança e a família. O primeiro passo é oferecer um ambiente seguro e impedir maus-tratos adicionais à criança. O tratamento pode incluir:
  • Tratamento médico. Lesões decorrentes de abuso ou negligência podem exigir cuidados médicos.
  • Aconselhamento e terapia.
  • Equipes de tratamento. Essas equipes em geral incluem profissionais de saúde, assistentes sociais, especialistas em saúde mental, advogados e pessoas que trabalham com a comunidade.
  • Aulas para os pais e informações sobre o desenvolvimento infantil.

Onde posso obter mais informações?

  • Child Welfare Information Gateway (Gateway de Informações sobre o Bem-estar da Criança):www.childwelfare.gov
  • Prevent Child Abuse America (Prevenção de Abuso de Crianças da América):preventchildabuse.org
  • Childhelp (Ajuda a crianças):www.childhelp.org
  • Seu departamento de saúde, centro médico, hospital ou outro provedor local de serviços sociais. Eles poderão encaminhar você a uma organização que ofereça os serviços específicos para ajudar.

Resumo

  • O abuso e a negligência de crianças, também chamados de maus-tratos infantis, podem ter consequências negativas duradouras para a saúde e o bem-estar da criança.
  • Diversos sinais podem ser indicativos de abuso infantil, como cicatrizes, fraturas ósseas, hematomas, perda de peso e evasão das atividades de rotina.
  • Denuncie o abuso aos serviços de proteção à criança, autoridades locais, médicos, enfermeiros ou assistentes sociais.
  • Se você acha que alguma criança está em perigo imediato, ligue para o serviço de emergência local (911 nos EUA).

Estas informações não se destinam a substituir as recomendações de seu médico. Não deixe de discutir quaisquer dúvidas com seu médico.

;