Logo Elsevier

EsteéoconteúdodoPacientEngagement

O que acontece quando o paciente vai para casa?

Saiba mais sobre nossos produtos de Patient Engagement agora! Transforme seus pacientes em participantes ativos em seus cuidados de saúde, dando a eles acesso fácil às mesmas informações baseadas em evidências em que você confia - mas fornecidas em um formato fácil de entender.

Dec.30.2020
 Community-Acquired Pneumonia, Infant

Pneumonia adquirida na comunidade, bebês

Community-Acquired Pneumonia, Infant

A pneumonia é uma infecção pulmonar que causa inflamação e o acúmulo de muco e líquido nos pulmões. A pneumonia adquirida na comunidade é um tipo de pneumonia que se desenvolve em pessoas que não estão nem estiveram recentemente em um hospital ou outra instituição de saúde.
Em geral, a pneumonia em bebês se desenvolve como resultado de uma doença causada por um vírus, como o resfriado comum e a gripe (influenza). Também pode ser causada por bactérias ou fungos. Apesar de resfriados e gripe poderem passar de pessoa para pessoa (serem contagiosos), a pneumonia em si não é considerada contagiosa.

Quais são as causas?

Esse quadro clínico pode ser causado por:
  • Vírus.
  • Bactérias.
  • Fungos, como mofo ou bolor.

O que aumenta o risco?

Seu bebê pode ter maior chance de desenvolver esse quadro clínico se:
  • O bebê tiver outros problemas pulmonares.
  • O bebê estiver com o sistema de defesa do organismo (sistema imune) enfraquecido.
  • O bebê estiver em tratamento de câncer.
  • O bebê tiver contato próximo com crianças doentes, principalmente durante as épocas de outono e inverno.
  • O bebê tiver um quadro clínico no qual o conteúdo do estômago volta e sobe pela garganta (doença do refluxo gastroesofágico ou DRGE).
Bebês de mães com clamídia também correm maior risco de desenvolver pneumonia após o nascimento. A clamídia é uma infecção que uma pessoa pode passar pela relação sexual com outra pessoa (infecção sexualmente transmissível ou IST).

Quais são os sinais ou sintomas?

Os sintomas deste quadro podem incluir:
  • Tosse seca ou molhada (produtiva).
  • Problemas respiratórios, como:
    • Respiração rápida.
    • Respiração ruidosa (com chiados).
    • Narinas se abrirem muito durante a respiração (dilatação nasal).
  • Febre.
  • Falta de vontade de comer.
  • Dificuldade para mamar no peito ou mamadeira.
  • Estar menos ativo e dormir mais do que o habitual.

Como esse quadro clínico é diagnosticado?

Esse quadro clínico pode ser diagnosticado com:
  • Um exame físico.
  • Histórico médico do bebê.
  • Exames laboratoriais de:
    • Sangue e urina.
    • Muco dos pulmões do bebê (escarro).
    • Líquido que envolve os pulmões do bebê (líquido pleural).
  • Exames de imagem, como radiografias.

Como esse quadro clínico é tratado?

O tratamento desse quadro clínico depende da causa e da gravidade dos sintomas.
  • A pneumonia causada por vírus pode melhorar sem tratamento. Em casos graves, o bebê pode receber um medicamento para matar o vírus (medicamento antiviral).
  • A pneumonia causada por bactérias é tratada com antibiótico.
  • O bebê precisará ser tratado no hospital se tiver 6 meses de idade ou menos, se tiver dificuldades para respirar ou se a infecção for grave. Caso seu bebê tenha dificuldade para respirar, ele poderá precisar ser tratado com:
    • Oxigênio, se os exames mostrarem que o oxigênio está baixo.
    • Medicamentos para tratar infecção, febre, corrimento nasal ou tosse.
    • Fluidos por via intravenosa (IV).

Siga essas instruções em casa:

Medicamentos

  • Dê ao bebê medicamentos vendidos com ou sem receita médica somente conforme indicado pelo médico da criança.
  • Não dê medicamentos para tosse ou resfriado ao bebê a menos que o médico oriente. O medicamento para tosse pode impedir que o organismo elimine muco dos pulmões.
  • Caso o bebê tenha recebido prescrição de antibiótico, dê o medicamento a ele somente como determinado pelo médico. Não pare de dar o antibiótico mesmo se o bebê começar a se sentir melhor.
  • Não dê aspirina ao bebê, pois há uma associação com a síndrome de Reye.

Alimentos e bebidas

  • Amamente ou de comida ao bebê com bastante frequência e em pequenas quantidades. Aumente a quantidade lentamente. Não dê água adicional ao bebê.
  • Faça o bebê tomar bastante líquido de maneira a manter a urina na coloração amarelo-pálida. Pergunte ao médico a quantidade de líquido que o bebê deve tomar diariamente.

Instruções gerais

  • Pergunte ao médico do bebê como você deve ajudar a eliminar o muco. Isso pode incluir a utilização de:
    • Um vaporizador ou umidificador. Essas máquinas aumentam a umidade do ar, o que pode soltar o muco.
    • Um bulbo de sucção ou outra ferramenta para remover muco do nariz.
    • Gotas de soro fisiológico (solução salina) para soltar o muco espesso no nariz.
    • Um pano úmido e macio para limpar o nariz.
  • Lave as mãos com água e sabão durante pelo melos 20 segundos antes e depois de mexer no bebê. Caso água e sabão não estejam disponíveis, use gel antisséptico para as mãos. Peça às outras pessoas da sua casa para lavar as mãos com frequência.
  • Mantenha o bebê longe do fumo passivo. Caso você fume, lembre-se de fumar apenas do lado de fora e troque de roupa depois.
  • Certifique-se de que o ambiente onde está o bebê ajude a promover o repouso.
  • Compareça a todas as consultas de acompanhamento de acordo com as orientações do médico do bebê. Isso é importante.

Como esse quadro clínico pode ser prevenido?

  • Mantenha as vacinas do bebê atualizadas.
  • Certifique-se de que você e todas as pessoas que cuidam do bebê tenham sido vacinadas contra gripe e tosse convulsa (coqueluche).
  • Caso o bebê tenha menos de 6 meses de idade, amamente-o somente com leite materno, se possível. Continue essa prática até o bebê completar pelo menos 6 meses de idade. O leite materno pode ajudar o bebê a combater infecções.

Entre em contato com um médico se o bebê:

  • Tiver dificuldade para mamar.
  • Sujar menos as fraldas do que o normal.
  • Não dormir ou dormir demais.
  • Ficar muito agitado.
  • Tiver febre.

Busque ajuda imediatamente se o seu bebê:

  • Apresentar sinais de dificuldade para respirar, como:
    • Respiração rápida.
    • Um grunhido ao expirar ar.
    • Costelas aparentes e salientes quando ele respira.
    • Respiração ruidosa.
    • Dilatação nasal.
    • Lábios, unhas ou rosto azulado.
    • Pausas curtas na respiração durante ou após tossir.
  • Tossir sangue.
  • Vomitar com frequência.
  • Apresentar sintomas que piorem repentinamente.
  • Tiver menos de 3 meses de idade e apresentar febre de 100,4 °F (38 °C) ou mais.
  • Tiver entre 3 meses e 3 anos de idade e apresentar febre de 102,2 °F (39 °C) ou mais.
Esses sintomas podem representar um problema sério e ser uma emergência. Não espere para ver se os sintomas desaparecem. Procure um médico imediatamente. Ligue para o número de emergência local (911, nos EUA).

Resumo

  • A pneumonia adquirida na comunidade é um tipo de pneumonia que se desenvolve em pessoas que não estão nem estiveram recentemente em um hospital ou outra instituição de saúde. Ela pode ser causada por bactérias, vírus ou fungos.
  • O tratamento desse quadro clínico depende da causa e da gravidade dos sintomas.
  • Entre em contato com um médico se o seu bebê tiver dificuldade para mamar, sujar menos fraldas do que o normal, tiver dificuldade para dormir, ficar muito agitado ou tiver febre.

Estas informações não se destinam a substituir as recomendações de seu médico. Não deixe de discutir quaisquer dúvidas com seu médico.

;