Logo Elsevier

EsteéoconteúdodoPacientEngagement

O que acontece quando o paciente vai para casa?

Saiba mais sobre nossos produtos de Patient Engagement agora! Transforme seus pacientes em participantes ativos em seus cuidados de saúde, dando a eles acesso fácil às mesmas informações baseadas em evidências em que você confia - mas fornecidas em um formato fácil de entender.

Jun.21.2021
 Helping Your Child Manage Panic Attacks

Ajudando seu filho a controlar ataques de pânico

Helping Your Child Manage Panic Attacks

Um ataque de pânico pode ser assustador para você e para seu filho. Caso seu filho sofra ataques de pânico, é importante procurar ajuda do médico da criança para descobrir qual é a causa e o que pode ser feito para preveni-los. Crianças também podem ter ataques de pânico durante o sono.
Ataques de pânico em geral são causados por medo intenso, que pode vir de muitas coisas diferentes em crianças, incluindo medo da escola, ficar doente, pesadelos ou em certas situações sociais. A maioria dos ataques de pânico dura de 5–10 minutos.

Como reconhecer quando seu filho está sofrendo um ataque de pânico

Os ataques de pânico podem aparecer de maneira diferente em cada criança, mas alguns sintomas são comuns. Durante os momentos de um ataque de pânico, a criança pode:
  • Sentir o coração batendo rápido.
  • Sentir tontura ou desmaiar.
  • Sentir-se enjoado ou vomitar. A criança também pode ter diarreia.
  • Ter tremores ou agitação.
  • Sentir dormência ou formigamento nos dedos e nas mãos.
  • Sentir como se não conseguisse respirar ou respirar muito rápido.
Outros sinais de um ataque de pânico incluem:
  • Dor no peito.
  • Suor e calafrios.
  • Sensação de sufocamento.
  • Sentir-se muito quente (ter ondas de calor).
  • Medo de perder o controle.
  • Medo de morrer.
  • Medo de enlouquecer.
  • Medo de sofrer outro ataque de pânico.

O que posso fazer para ajudar meu filho a controlar os ataques de pânico?

É importante procurar ajuda do médico da criança para determinar a causa dos ataques de pânico.
  • Fazer terapia ou aconselhamento pode ajudar a criança a lidar com os medos.
  • Converse com seu médico sobre medicamentos para interromper ou prevenir ataques de pânico.
Em geral, se seu filho estiver tendo um ataque de pânico, você pode acalmá-lo e ajudá-lo:
  • Ensinando-o sobre os ataques de pânico e ajudando-o a entender que um ataque de pânico é um "alarme falso".
  • Identificando coisas que distraiam seus medos e ajudando-o a focar nessas coisas quando um ataque de pânico começar. Isso pode incluir:
    • Usar eletrônicos.
    • Ouvir música.
    • Jogar um jogo.
    • Conversar sobre algo que a criança goste.
    • Mudar para outra atividade, como exercícios, alimentação ou banho.
  • Certificar-se de que a criança entende os próprios sentimentos e oferecer ajuda para ajudá-lo a superar o problema. Não diga nem execute nada que faça a criança se sentir mal quanto à reação dela. Lembre a criança de que o ataque de pânico vai terminar e que ela se sentirá melhor em breve.

Onde encontrar apoio

  • O pediatra ou o médico da criança poderá recomendar recursos e profissionais de saúde mental infantil que possam ajudar você e a criança.
  • Os professores e conselheiros tutelares da criança também poderão oferecer ideias para ajudar a criança a lidar com ataques de pânico.

Onde conseguir mais informações

  • Organizações locais que oferecem opções para ataques de pânico.
  • Fontes confiáveis online.
  • Organizações de saúde mental, como:
    • National Alliance on Mental Illness (Aliança Nacional para a Doença Mental): www.nami.org
    • National Institute of Mental Health (Instituto Nacional de Saúde Mental): www.nimh.nih.gov

Entre em contato com um médico se:

  • Os ataques de pânico da criança estiverem fazendo com que ele falte na escola ou evite interagir com amigos e parentes.

Obtenha ajuda imediatamente se:

  • A criança parar de respirar ou desmaiar (perder a consciência) durante um ataque de pânico.
Esse sintoma podem representar um problema sério e urgente. Não espere para ver se os sintomas desaparecem. Procure um médico imediatamente. Ligue para o número de emergência local (911, nos EUA).

Resumo

  • Os ataques de pânico em geral são desencadeados por medo intenso e geralmente duram de 5–10 minutos.
  • Busque ajuda do médico da criança para determinar a causa dos ataques de pânico e descobrir formas de tratá-los.
  • Ensine a criança que um ataque de pânico é um “alarme falso”, ajude-a a encontrar uma atividade para distrair a atenção e diga que o ataque terminará em breve.

Estas informações não se destinam a substituir as recomendações de seu médico. Não deixe de discutir quaisquer dúvidas com seu médico.

;