EsteéoconteúdodoPacientEngagement

    O que acontece quando o paciente vai para casa?

    Saiba mais sobre nossos produtos de Patient Engagement agora! Transforme seus pacientes em participantes ativos em seus cuidados de saúde, dando a eles acesso fácil às mesmas informações baseadas em evidências em que você confia - mas fornecidas em um formato fácil de entender.

    Oct.13.2021
    Influenza, Pediatric

    Influenza, pediátrico

    Influenza, Pediatric

    A influenza, também chamada de "gripe", é uma infecção viral que afeta principalmente o trato respiratório. Isso inclui os pulmões, o nariz e a garganta. A gripe é transmitida facilmente de pessoa para pessoa (é contagiosa). Ela causa sintomas similares a um resfriado comum, além de febre alta e dores no corpo.

    Quais são as causas?

    Esse quadro clínico é causado pelo vírus influenza. A criança pode pegar o vírus:
    • Ao respirar pequenas gotículas no ar que uma pessoa contaminada tossiu ou espirrou.
    • Tocando em alguma coisa que contém vírus (foi contaminada) e depois tocando a boca, o nariz ou os olhos dela.

    O que aumenta o risco?

    A criança pode correr maior risco de desenvolver esse quadro clínico se:
    • Não lavar nem higienizar as mãos com frequência.
    • Tiver contato próximo com muitas pessoas durante a estação de resfriados e gripes.
    • Tocar a boca, os olhos ou nariz sem antes lavar ou desinfetar as mãos.
    • Não tomar a vacina (anual) contra a gripe.

    A criança pode correr maior risco de problemas graves causados pela gripe, como infecção pulmonar grave (pneumonia) se:
    • Tiver um sistema de defesa contra doenças (sistema imune) enfraquecido. Isso inclui crianças com HIV ou AIDS, que estejam fazendo quimioterapia ou tomando medicamentos que reduzem (suprimem) o sistema imune.
    • Tiver uma doença duradoura (crônica), como doença do fígado ou rins, diabetes, anemia ou asma.
    • Tiver sobrepeso extremo (obesidade mórbida).

    Quais são os sinais ou sintomas?

    Os sintomas podem variar dependendo da idade da criança. Eles geralmente começam de repente e duram de 4–14 dias. Os sintomas podem incluir:
    • Febre e calafrios.
    • Dor de cabeça, dores no corpo ou dores musculares.
    • Dor de garganta.
    • Tosse.
    • Corrimento ou entupimento (congestão) nasal.
    • Desconforto no peito.
    • Pouco apetite.
    • Fraqueza ou fadiga.
    • Tontura.
    • Enjoo ou vômito.

    Como esse quadro clínico é diagnosticado?

    Esse quadro clínico pode ser diagnosticado com base em:
    • Histórico médico e sintomas da criança.
    • Um exame físico.
    • Coleta de um esfregaço do nariz ou garganta da criança e examinar a secreção quanto à presença do vírus influenza.

    Como esse quadro clínico é tratado?

    Se a gripe for diagnosticada precocemente, a criança pode ser tratada com medicamento antiviral administrado pela boca (por via oral) ou por via intravenosa (IV). Isso pode ajudar a reduzir a gravidade e a duração da doença.

    Em muitos casos, a gripe passa sozinha. Se a criança tiver sintomas ou complicações graves, ela pode ser tratada em um hospital.

    Siga estas instruções em casa:

    Medicamentos

    • Dê medicamentos de venda livre e vendidos com receita médica à criança somente de acordo com as indicações do médico da criança.
    • Não dê aspirina à criança, pois há uma associação com a síndrome de Reye.

    Alimentos e bebidas

    • Certifique-se de que a criança esteja bebendo líquidos em quantidade suficiente para manter a urina amarelo-pálida.
    • Dê à criança uma solução de reidratação oral (SRO), caso seja orientado. Essa é uma bebida vendida em farmácias e lojas de varejo.
    • Estimule a criança a beber líquidos claros, como água, picolés de baixa caloria e suco de fruta misturado com água. Faça a criança beber líquidos de maneira lenta e em pequenas quantidades. Aumente a quantidade gradualmente.
    • Continue a amamentar ou dar mamadeira a uma criança pequena. Faça isso em pequenas quantidades e de forma frequente. Aumente a quantidade gradualmente. Não dê água adicional ao bebê.
    • Encoraje a criança a ingerir alimentos macios em pequenas quantidades todos os dias a cada 3–4 horas caso ela esteja ingerindo alimentos sólidos. Continue a alimentação normal da criança. Evite alimentos temperados ou gordurosos.
    • Evite dar à criança líquidos que tenham muito açúcar ou cafeína, como bebidas esportivas e refrigerantes.

    Atividades

    • Faça a criança descansar o quanto for necessário e dormir bastante.
    • Mantenha a criança em casa sem ir à escola ou creche de acordo com as instruções do médico da criança. A menos que seja para uma consulta médica, mantenha a criança em casa até que a febre dela tenha desaparecido por 24 horas sem o uso de medicamentos.

    Instruções gerais


    • Garanta que a criança faça as seguintes recomendações:
      • Cobrir a boca e o nariz quando tossir ou espirrar.
      • Lavar as mãos com água e sabão frequentemente e durante pelo menos 20 segundos, principalmente depois de tossir ou espirrar. Caso água e sabão não estejam disponíveis, oriente a criança a usar álcool gel antisséptico para as mãos.
    • Use um umidificador de névoa úmida para acrescentar umidade ao ar da sua casa. Isso pode facilitar a respiração da criança.
      • Ao usar um umidificador de ar frio, lembre-se de limpá-lo diariamente. Jogue a água fora e troque-a por água limpa.
    • Se a criança for muito nova e não conseguir assoar o nariz com força, use um aspirador nasal para fazer a sucção do muco para fora do nariz, de acordo com as orientações do médico da criança.
    • Compareça a todas as consultas de acompanhamento. Isso é importante.

    Como esse quadro clínico pode ser prevenido?

    • Leve a criança para tomar vacina contra a gripe todos os anos. É recomendada para todas as crianças com mais de 6 meses de idade. Pergunte ao médico da criança quando ela deve tomar a vacina contra gripe.
    • Faça a criança evitar contato com pessoas doentes durante a temporada de gripes e resfriados. Em geral, essa temporada ocorre no outono e inverno.

    Entre em contato com um médico se a criança:

    • Desenvolver novos sintomas.
    • Produzir mais muco.
    • Apresentar algum dos sintomas a seguir:
      • Dor de ouvido.
      • Dor no peito.
      • Diarreia.
      • Febre.
      • Tosse cada vez pior.
      • Enjoo.
      • Vômito.
    • Não estiver bebendo líquidos em quantidade suficiente.

    Busque ajuda imediatamente se a criança:

    • Sentir dificuldade para respirar.
    • Começar a respirar de forma ofegante.
    • Ficar com a pele ou unha azul ou roxa.
    • Não acordar do sono ou não interagir com você.
    • Sentir uma dor de cabeça repentina.
    • Não conseguir comer ou beber sem vomitar.
    • Sentir dor intensa ou rigidez no pescoço.
    • Tiver menos de 3 meses de idade e apresentar febre de 100,4 °F (38 °C) ou mais.

    Esses sintomas podem representar um problema sério e ser uma emergência. Não espere para ver se os sintomas desaparecem. Procure um médico imediatamente. Ligue para o número de emergência local (911, nos EUA).

    Resumo

    • A influenza, também chamada de "gripe", é uma infecção viral que afeta principalmente o trato respiratório.
    • Dê à criança medicamentos vendidos com ou sem receita médica somente conforme indicado pelo médico da criança. Não dê aspirina à criança.
    • Mantenha a criança em casa sem ir à escola ou creche de acordo com as instruções do médico da criança.
    • Leve a criança para tomar vacina contra a gripe todos os anos. Essa é a melhor maneira de prevenir a gripe.

    Estas informações não se destinam a substituir as recomendações de seu médico. Não deixe de discutir quaisquer dúvidas com seu médico.

    Logo pequeno da Elsevier

    Cookies são usados neste site. Para recusar ou saber mais, visite nosso conheça nosso aviso de cookies.


    Copyright © 2024 Elsevier, its licensors, and contributors. All rights are reserved, including those for text and data mining, AI training, and similar technologies.

    Logo pequeno da Elsevier
    RELX Group