Logo Elsevier

EsteéoconteúdodoPacientEngagement

O que acontece quando o paciente vai para casa?

Saiba mais sobre nossos produtos de Patient Engagement agora! Transforme seus pacientes em participantes ativos em seus cuidados de saúde, dando a eles acesso fácil às mesmas informações baseadas em evidências em que você confia - mas fornecidas em um formato fácil de entender.

Mar.26.2019
 Intimate Partner Violence Information

Informações sobre a violência de parceiro íntimo

Intimate Partner Violence Information

A violência de parceiro íntimo, também conhecida como violência doméstica ou relacionamento abusivo, é um padrão de comportamentos usados por um parceiro para obter ou manter o poder e o controle sobre o outro parceiro. A violência de parceiro íntimo pode acontecer a mulheres e homens e pode acontecer entre pessoas que:
  • São ou foram casadas.
  • Namoram ou namoraram.
  • Moram ou moraram juntas.

Quais são os tipos de violência de parceiro íntimo?

A violência de parceiro íntimo pode envolver abuso físico, emocional, psicológico, sexual, econômico e também perseguição (stalking) de parte de um parceiro atual ou antigo. Diferentes tipos de abuso podem ocorrer ao mesmo tempo dentro do mesmo relacionamento.
  • Abuso físico. Inclui tratar de maneira rude, ameaçar com uma arma, arremessar objetos, empurrar ou bater.
  • Abuso emocional e psicológico. Inclui ataques verbais, rejeição, humilhação, intimidação, isolamento social ou ameaças. O abuso pode incluir também a limitação do contato com parentes e amigos.
  • Violência sexual. Violência sexual é qualquer atividade sexual indesejada que ocorra sem clara permissão (consentimento) das duas pessoas. Isso inclui toques indesejados e assédio sexual.
  • Abuso econômico. Isso inclui controlar o dinheiro, a alimentação, o meio de transporte ou outros itens de propriedade.
  • Perseguição (stalking). Isso envolve coisas como telefonemas, e-mails ou mensagens de texto repetidas e indesejadas ou observar a vítima à distância.

Quais são alguns dos sinais de alerta da violência de parceiro íntimo?

Sinais físicos

  • Hematomas.
  • Ossos quebrados.
  • Queimaduras ou cortes.
  • Dor física.
  • Lesão na cabeça.

Sinais emocionais e psicológicos

  • Choro.
  • Depressão.
  • Desesperança.
  • Desespero.
  • Dificuldade para dormir.
  • Medo do parceiro.
  • Ansiedade.
  • Ideação ou comportamento suicida.
  • Comportamento antissocial.
  • Baixa autoestima.
  • Medo de intimidade.
  • Flashbacks.

Sinais sexuais

  • Hematomas, inchaço ou sangramento na área genital ou retal.
  • Sinais de infecções sexualmente transmissíveis (IST), tais como feridas, verrugas ou secreções na área genital.
  • Dor na área genital.
  • Gravidez indesejada.
  • Problemas com a gravidez.

Quais são os comportamentos comuns de pessoas afetadas pela violência de parceiro íntimo?

As pessoas afetadas pela violência de parceiro íntimo podem:
  • Chegar tarde no trabalho ou outros eventos.
  • Não aparecer em lugares conforme prometido.
  • Ter que informar ao parceiro onde estão e com quem estão.
  • Ficar isoladas ou ser impedidas de ver amigos e parentes.
  • Fazer comentários sobre o temperamento ou comportamento do(a) parceiro(a).
  • Oferecer desculpas pelo(a) parceiro(a).
  • Demonstrar comportamento sexual de alto risco.
  • Usar drogas ou álcool.
  • Comportamentos alimentares não saudáveis.

Quais são os sentimentos comuns de pessoas afetadas pela violência de parceiro íntimo?

As vítimas da violência de parceiro íntimo podem sentir que:
  • Precisam ter cuidado para não dizer ou fazer coisas que possam provocar a raiva do parceiro.
  • Não conseguem fazer nada direito.
  • Merecem ser maltratadas.
  • Estão reagindo de maneira exagerada ao comportamento ou temperamento do parceiro.
  • Não podem confiar nos próprios sentimentos.
  • Não podem confiar em outras pessoas.
  • Estão em uma armadilha.
  • Podem ter seus filhos levados embora pelo parceiro.
  • Estão emocionalmente exauridas ou apáticas.
  • Estão em perigo.
  • Podem precisar matar o parceiro para sobreviver.

Onde você pode obter ajuda?

Caso você não se sinta seguro para buscar ajuda online de casa, use um computador de uma biblioteca pública para acessar a internet. Ligue para 911 caso esteja em perigo imediato ou precise de ajuda médica.

Linhas telefônicas e sites de ajuda para vítimas de violência de parceiro íntimo

  • A National Domestic Violence Hotline (Linha Direta Nacional para Violência Doméstica).
    • Linha telefônica de emergência 24 horas: 1-800-799-7233 (SAFE) ou 1-800-787-3224 (TTY).
    • O videofone está disponível de segunda a sexta, das 9 a.m. às 5 p.m. Ligue para 1-855-812-1001.
  • A National Sexual Assault Hotline (Linha Direta Nacional para Agressão Sexual).

Abrigos para vítimas da violência de parceiro íntimo

Caso você seja vítima de violência de parceiro íntimo, há recursos para ajudar você a encontrar um lugar temporário para você e seus filhos viverem (abrigo). O endereço específico desses abrigos com frequência não é disponibilizado para o público.

Polícia

Comunique agressões, ameaças e perseguições (stalking) à polícia.

Advogados e centros de aconselhamento

Aconselhamento pode ajudar você a lidar com emoções difíceis e lhe dar força para planejar com segurança o seu futuro. Os assuntos que você discutir com o(a) conselheiro(a) são privados e confidenciais. Filhos de vítimas de violência de parceiro íntimo também podem precisar de aconselhamento para lidar com o estresse e a ansiedade.

O sistema judiciário

Você pode trabalhar com um advogado para obter proteção legal contra o autor do abuso. Essa proteção inclui ações de afastamento (restraining orders) e manutenção de endereços sob sigilo. Crimes contra você, tais como agressão, também podem ser julgados em tribunal. As leis variam de estado para estado.

Siga essas instruções em casa:

  • Crie um plano de segurança que inclua maneiras de permanecer em segurança enquanto estiver em um relacionamento abusivo, quando estiver planejando deixá-lo ou depois que o deixar. Esse plano pode ser criado pela vítima sozinha ou com a assistência de membros das equipes de linhas telefônicas de apoio a vítimas de violência doméstica ou do abrigo local. Seu plano de segurança poderá incluir:
    • Como lidar com as emoções.
    • Como contar a parentes e amigos sobre o abuso.
    • Como entrar com ações na justiça.
    • Como criar um ambiente doméstico seguro.
    • Como manter seus filhos em segurança.
    • Planos de emergência para situações de risco de vida.

Busque ajuda imediatamente se você:

  • Achar que está em perigo imediato.
  • Achar que pode ferir a si mesmo ou a outras pessoas.
Se sentir vontade de ferir a si mesmo ou a terceiros ou pensar em tirar a própria vida, procure ajuda imediatamente. Você pode ir para o pronto-socorro mais próximo ou ligar para:
  • O número de emergência local (911, nos EUA).
  • Um serviço telefônico de prevenção do suicídio, como o National Suicide Prevention Lifeline, no número 1-800-273-8255. Ele funciona 24 horas por dia.

Resumo

  • Caso você seja vítima de violência de parceiro íntimo, há recursos para ajudar você a encontrar um lugar temporário para você e seus filhos viverem (abrigo).
  • Crie um plano de segurança que inclua maneiras de permanecer em segurança enquanto estiver em um relacionamento abusivo, quando estiver planejando deixá-lo ou depois que o deixar.

Estas informações não se destinam a substituir as recomendações de seu médico. Não deixe de discutir quaisquer dúvidas com seu médico.

;