EsteéoconteúdodoPacientEngagement

O que acontece quando o paciente vai para casa?

Saiba mais sobre nossos produtos de Patient Engagement agora! Transforme seus pacientes em participantes ativos em seus cuidados de saúde, dando a eles acesso fácil às mesmas informações baseadas em evidências em que você confia - mas fornecidas em um formato fácil de entender.

Oct.31.2023
Managing Anxiety, Teen

Controle da ansiedade, adolescentes

Managing Anxiety, Teen

Após receber um diagnóstico de ansiedade, você pode sentir alívio por saber por que se sente ou se comporta de uma determinada maneira. Você também pode se sentir sobrecarregado quanto ao tratamento que vem pela frente e o que ele significará para a sua vida. Com tratamento e ajuda, você pode controlar sua ansiedade.

Como implementar mudanças no estilo de vida

Compreendendo a diferença entre estresse e ansiedade

Ainda que o estresse possa exercer um papel na ansiedade, ele não é a mesma coisa que ansiedade. O estresse é a reação do seu corpo a mudanças e eventos da vida, tanto bons quanto ruins. O estresse muitas vezes é causado por algo externo, como um prazo, uma prova ou competição. Ele normalmente desaparece depois que o evento termina e dura apenas algumas horas. Mas o estresse pode ser contínuo e causar mais do que apenas estresse.

A ansiedade é causada por algo interno, como imaginar um resultado terrível ou a preocupação com que algo dê errado e que deixará você muito chateado. A ansiedade muitas vezes não passa mesmo depois que o evento termina e pode se tornar uma preocupação duradoura (crônica).

Como reduzir o estresse e a ansiedade

A teenager meditating outdoors while listening to music.

Converse com seu médico ou com um terapeuta para saber mais sobre como reduzir o estresse e a ansiedade. Ele poderá sugerir mais técnicas de redução da tensão, tais como:
  • Música. Dedique tempo para criar ou ouvir músicas de que você goste ou que inspire você.
  • Meditação baseada em atenção plena. Treine ter consciência sobre a própria respiração natural, sem tentar controlar a respiração. Você pode fazer isso sentado ou durante uma caminhada.
  • Respiração profunda. Expanda a barriga e inspire ar lentamente pelo nariz. Prenda a respiração por 3–5 segundos. Depois solte o ar lentamente, deixando os músculos da barriga relaxarem.
  • Autodiálogo. Aprenda a perceber e identificar padrões de pensamento que levam a reações de ansiedade. Mude esses padrões para pensamentos que tragam paz.
  • Relaxamento muscular. Reserve um tempo para tensionar os músculos do seu corpo e depois relaxá-los.
  • Técnicas de visualização. Consiste em imaginar ou criar imagens mentais para ajudá-lo a relaxar.
  • Ioga. Por meio de posturas de ioga, você pode reduzir a tensão e relaxar.

Escolha uma técnica de redução da tensão que se encaixe em seu estilo de vida e personalidade. Técnicas para reduzir a ansiedade e a tensão exigem tempo e prática. Separe 5–15 minutos por dia para elas. Psicólogos podem oferecer terapia para ansiedade e treinamento nessas técnicas.

Medicamentos

Os medicamentos para ansiedade incluem:
  • Medicamentos antidepressivos. Geralmente são prescritos para um controle diário no longo prazo.
  • Medicamentos ansiolíticos. Podem ser combinados em casos graves, especialmente quando ocorrem ataques de pânico.

Quando usados juntos, medicamentos, psicoterapia e técnicas de redução da tensão podem ser o tratamento mais eficaz.

Relacionamentos

Two teens talking outdoors. One teen is sitting on a skateboard.

Relacionamentos podem ter um grande papel na sua recuperação. Dedique mais tempo para conversar com um amigo ou parente de confiança sobre seus pensamentos e sentimentos. Escolha duas ou três pessoas que você acha que poderiam ajudar.

Como reconhecer as alterações em sua ansiedade

Cada um responde de maneira diferente ao tratamento da ansiedade. A recuperação da ansiedade acontece quando os sintomas diminuem e param de interferir nas sua vida diária em casa e no trabalho. Isso pode significar que você começa a:
  • Ter melhor concentração e foco.
  • Dormir melhor.
  • Sentir menos irritação.
  • Ter mais energia.
  • Notar uma melhora da memória.
  • Passar muito menos tempo a cada dia preocupando-se com coisas que você não consegue controlar.

Tente reconhecer quando seu quadro clínico está piorando. Entre em contato com seu médico se seus sintomas interferirem em casa, na escola ou no trabalho e você achar que seu quadro não está melhorando.

Siga estas instruções em casa:

Atividades

  • Faça bastante exercício. Descubra atividades que lhe dão prazer, como caminhar, dançar ou praticar um esporte por diversão.
    • A maioria dos adolescentes deve se exercitar pelo menos uma hora por dia.
    • Caso não consiga se exercitar durante uma hora, saia para caminhar.
  • Obtenha a quantidade de sono de qualidade necessária. A maioria dos adultos precisa de 8,5–9,5 horas de sono por noite.
  • Encontre uma atividade que ajude a acalmá-lo, como:
    • Escrever em um diário.
    • Desenhar ou pintar.
    • Ler um livro.
    • Assistir a uma comédia.

Estilo de vida

  • Estar junto dos amigos, especialmente ao ar livre.
  • Siga uma dieta saudável que inclua muitas verduras, legumes, frutas, grãos integrais, proteínas magras e produtos lácteos com baixo teor de gordura.
    • Não coma muitos alimentos ricos em gorduras sólidas, açúcar adicionado ou sal (sódio).
  • Faça escolhas que simplifiquem sua vida.
  • Não use produtos que contenham nicotina ou tabaco. Esses produtos incluem cigarros tradicionais, fumo de mascar e cigarros eletrônicos. Caso precise de ajuda para parar de fumar, fale com seu médico.
  • Evite cafeína, álcool e certos medicamentos para resfriado vendidos sem receita médica. Eles podem fazer você se sentir pior. Pergunte ao seu farmacêutico quais medicamentos deve evitar.

Instruções gerais

  • Tome medicamentos vendidos com ou sem receita médica somente de acordo com as indicações do seu médico.
  • Compareça a todas as consultas de acompanhamento. Isso serve para garantir que você está controlando bem sua ansiedade ou obtendo mais apoio se necessário.

Onde encontrar apoio

Se os métodos para se acalmar, isoladamente, não funcionarem ou se sua ansiedade aumentar, você deverá procurar ajuda de um profissional de saúde mental. Conversar com seu médico ou psicoterapeuta não é um sinal de fraqueza. Certos tipos de aconselhamento podem ser muito úteis no tratamento da ansiedade.

Converse com seu médico ou conselheiro sobre quais opções de tratamento são adequadas para você.

Onde conseguir mais informações

Associar-se a um grupo de apoio pode ajudar você a lidar com a ansiedade. Esses serviços podem ajudá-lo a encontrar terapeutas ou grupos de apoio perto de você:
  • Mental Health America (Saúde Mental América): mentalhealthamerica.net
  • Anxiety and Depression Association of America, ADAA (Associação Americana de Ansiedade e Depressão): adaa.org
  • National Alliance on Mental Illness, NAMI (Aliança Nacional de Distúrbios Mentais): nami.org

Entre em contato com um médico se:

  • Tiver dificuldades para se concentrar ou concluir tarefas diárias.
  • Passar muitas horas por dia sentindo-se preocupado com a vida diária.
  • Você ficar muito cansado por não conseguir parar de se preocupar.
  • Começar a ter dores de cabeça ou sentir-se tenso com frequência.
  • Tiver enjoos ou diarreia crônicos.

Busque ajuda imediatamente se:

  • Seu coração parecer estar acelerado.
  • Tiver falta de ar.
  • Pensar em ferir a si mesmo ou a terceiros.

Busque ajuda imediatamente se sentir vontade de se machucar ou machucar a outras pessoas, ou se tiver pensamentos de tirar a própria vida. Vá ao pronto-socorro mais próximo ou:
  • Ligue para 911.
  • Ligue para a National Suicide Prevention Lifeline (Linha da Vida de Prevenção ao Suicídio Nacional) no telefone 1-800-273-8255 ou 988. Funciona 24 horas por dia.
  • Envie uma mensagem de texto para o serviço de prevenção de crises em 741741.

Estas informações não se destinam a substituir as recomendações de seu médico. Não deixe de discutir quaisquer dúvidas com seu médico.

;