Logo Elsevier

EsteéoconteúdodoPacientEngagement

O que acontece quando o paciente vai para casa?

Saiba mais sobre nossos produtos de Patient Engagement agora! Transforme seus pacientes em participantes ativos em seus cuidados de saúde, dando a eles acesso fácil às mesmas informações baseadas em evidências em que você confia - mas fornecidas em um formato fácil de entender.

Apr.01.2020
 Managing Obsessive-Compulsive Disorder

Controle do transtorno obsessivo-compulsivo

Managing Obsessive-Compulsive Disorder

Caso tenha sido diagnosticado com transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), você pode sentir-se aliviado por saber por que se sente ou se comporta de uma determinada maneira. Você pode ficar apreensivo antecipadamente sobre como vai ser o tratamento, como obter o suporte necessário e como lidar com esse quadro clínico todos os dias. Com tratamento e ajuda, você pode controlar o TOC.

Como implementar mudanças no estilo de vida

Como controlar o estresse

O estresse é a reação do seu organismo a mudanças e eventos da vida, tanto bons quanto ruins. O estresse pode ter um papel importante no TOC. Por isso, é importante aprender como controlar o estresse. Algumas técnicas para controlar o estresse incluem:
  • Meditação, relaxamento muscular e exercícios respiratórios.
  • Exercícios. Até mesmo uma caminhada diária curta pode ajudar a reduzir os níveis de estresse.
  • Dormir o suficiente e com boa qualidade.
  • Dedicar tempo aos passatempos que você gosta.
  • Aceitar e esquecer as coisas que você não pode mudar.
Para ajudá-lo a controlar o estresse associado ao TOC, seu médico poderá recomendar a terapia de exposição e prevenção de resposta. Nessa terapia, você será exposto à situação perturbadora que desencadeia sua compulsão e será impedido de responder a ela. Com a repetição desse processo com o passar do tempo, você não sentirá mais a perturbação ou necessidade de realizar a compulsão.

Medicamentos

Seu médico poderá sugerir certos medicamentos para depressão (antidepressivos) caso ele ache que ajudarão a melhorar o seu quadro clínico. Evite o álcool e qualquer outra substância que possa impedir que os seus medicamentos funcionem de maneira apropriada. Também é importante:
  • Conversar com seu farmacêutico ou médico sobre todos os medicamentos que você toma, seus possíveis efeitos colaterais e quais medicamentos podem ser tomados juntos de forma segura.
  • Torne seu objetivo participar de todas as decisões de tratamento (tomada de decisões compartilhada). Pergunte sobre possíveis efeitos colaterais dos medicamentos que seu médico recomendar e diga como você se sente em relação a sentir esses efeitos colaterais. É melhor se a tomada de decisões compartilhada com seu médico for parte do seu plano geral de tratamento.
Caso esteja tomando medicamentos como parte do seu tratamento, não pare de tomá-los sem primeiro conversar com seu médico se é seguro interrompê-los. Você poderá precisar que o medicamento seja diminuído lentamente (redução gradual) ao longo do tempo para reduzir o risco de efeitos colaterais prejudiciais.

Relacionamentos

Entregar materiais educativos aos seus amigos e parentes pode ser útil. Sua família e seus amigos poderão ter que aprender sobre o TOC para que entendam você e o ajudem no controle do seu problema. A terapia familiar também pode ajudar a reduzir o estresse e a aliviar a tensão.

Como reconhecer alterações no seu estado clínico

Os sinais de que sua condição pode estar piorando incluem:
  • Ficar preocupado com germes ou sujeira.
  • Ter pensamentos perigosos de machucar a si próprio e a outros.
  • Conferir se objetos da casa são simétricos ou estão organizados de maneira correta.
  • Ter dificuldade para tomar decisões ou ficar inseguro após tomar uma decisão.
  • Lavar as mãos com muita frequência.
  • Comportamento repetitivo, como verificar várias vezes se uma porta está trancada ou se o forno está desligado.
  • Ficar contabilizando itens sem parar ou descontroladamente.

Siga essas instruções em casa:

Medicamentos

  • Tome medicamentos vendidos com ou sem receita médica somente de acordo com as indicações do seu médico.
  • Verifique com seu médico antes de começar a tomar medicamentos vendidos sob prescrição ou de venda livre.

Instruções gerais

  • Peça ajuda a familiares ou amigos de confiança para garantir que você continue fazendo seu tratamento corretamente.
  • Faça um diário anotando seu humor, medicamentos, hábitos de sono e eventos do dia a dia. Fazer isso pode ajudar o tratamento a dar mais certo.
  • Mantenha um estilo de vida saudável. Tenha uma dieta saudável, exercite-se regularmente, durma bastante e separe um período para relaxar.
  • Compareça a todas as consultas de acompanhamento de acordo com as orientações do seu médico e terapeutas. Isso é importante.

Onde encontrar apoio

Conversa com outras pessoas

Pode ser difícil contar para as pessoas queridas sobre sua condição, mas elas podem ser um bom suporte para você. Você pode trabalhar com seu terapeuta para decidir a quem deve contar e quando contar. Veja algumas dicas para começar a conversa:
  • Comece compartilhando sua experiência com TOC. Cabe a você decidir a quantidade de detalhes que deseja dar.
  • Conte às pessoas queridas que você está buscando tratamento.
  • Não espere que todas as pessoas entendam seu quadro clínico imediatamente.

Finanças

Nem todos os planos de saúde cobrem problemas de saúde mental. Por isso, é importante verificar com seu plano de saúde. Se fazer o copagamento por serviços de aconselhamento for problemático, procure um centro de atendimento em saúde mental local ou distrital. Serviços de saúde mental gratuitos ou de custo baixo poderão ser oferecidos nesses centros se você não puder consultar um profissional de saúde mental particular.
Caso esteja tomando medicamento para depressão, poderá obter a versão genérica, que pode ser menos cara do que o medicamento referência. Alguns fabricantes de medicamentos vendidos com receita médica também oferecem ajuda a pacientes que não podem arcar com os medicamentos de que precisam.

Perguntas a fazer ao seu médico

  • Se você estiver tomando medicamentos:
    • Por quanto tempo precisarei tomar um medicamento?
    • Meu medicamento tem efeitos colaterais de longo prazo?
    • Há alternativas a tomar medicamentos?
  • Como uma terapia me beneficiaria?
  • Com que frequência devo comparecer a consultas de acompanhamento com um médico?

Onde conseguir mais informações

  • International OCD Foundation (Fundação Internacional do TOC): www.iocdf.org
  • National Alliance on Mental Illness (Aliança Nacional para a Doença Mental): www.nami.org

Entre em contato com um médico se:

  • Seus sintomas piorarem ou não melhorarem com o tratamento.
  • Apresentar novos sintomas.

Obtenha ajuda imediatamente se:

  • Sentir efeitos colaterais intensos após tomar o medicamento.
  • Tiver pensamentos de machucar a si próprio ou outros.
Se sentir vontade de ferir a si mesmo ou a terceiros ou pensar em tirar a própria vida, procure ajuda imediatamente. Você pode ir para o pronto-socorro mais próximo ou ligar para:
  • O número de emergência local (911, nos EUA).
  • Um serviço telefônico de prevenção do suicídio, como o National Suicide Prevention Lifeline (Linha da Vida de Prevenção ao Suicídio Nacional), no número 1-800-273-8255. Funciona 24 horas por dia.

Resumo

  • O estresse pode ter um papel importante no transtorno obsessivo-compulsivo (TOC). Aprender formas de controlar o estresse pode ajudar o tratamento a funcionar melhor para você.
  • Caso esteja tomando medicamentos como parte do seu tratamento, não pare de tomá-los sem primeiro conversar com seu médico se é seguro interrompê-los.
  • Ao conversar com parentes e amigos sobre seu TOC, decida quais detalhes você deseja compartilhar e tenha paciência enquanto eles ainda tentam entender sua condição.
  • Compareça a todas as consultas de acompanhamento de acordo com as orientações do seu médico e terapeutas. Isso é importante.

Estas informações não se destinam a substituir as recomendações de seu médico. Não deixe de discutir quaisquer dúvidas com seu médico.

;