Logo Elsevier

EsteéoconteúdodoPacientEngagement

O que acontece quando o paciente vai para casa?

Saiba mais sobre nossos produtos de Patient Engagement agora! Transforme seus pacientes em participantes ativos em seus cuidados de saúde, dando a eles acesso fácil às mesmas informações baseadas em evidências em que você confia - mas fornecidas em um formato fácil de entender.

Sep.03.2020
 Managing Stress, Adult

Como controlar o estresse, adultos

Managing Stress, Adult

Sentir um certo nível de estresse é normal. O estresse ajuda o organismo e a mente a se prepararem para enfrentar as demandas da vida. Os hormônios de estresse podem ajudá-lo a se sair bem no trabalho e a cumprir suas responsabilidades. No entanto, um estresse muito intenso ou de longa duração (crônico) pode afetar sua saúde mental e física. O estresse crônico aumenta seu risco de ansiedade, depressão e outros problemas de saúde, como problemas digestivos, dores musculares, doença cardíaca, pressão arterial elevada e acidente vascular cerebral.

Quais são as causas?

Causas comuns de estresse incluem:
  • Demandas do trabalho, como prazos, sentir-se sobrecarregado ou trabalhar horas excessivas.
  • Pressões dentro de casa, como questões financeiras, desentendimentos com o parceiro ou problemas na criação dos filhos.
  • Pressões causadas por grandes mudanças na vida, como divórcio, mudar-se de casa, perder alguém querido ou desenvolver uma doença crônica.
Você pode ter maior risco de desenvolver problemas relacionados ao estresse se não dormir bem, tiver uma saúde ruim, não tiver apoio emocional ou se tiver um transtorno de saúde mental, como ansiedade ou depressão.

Como reconhecer o estresse

O estresse pode fazer você:
  • Ter dificuldade para dormir.
  • Sentir-se triste, ansioso, irritado ou sobrecarregado.
  • Perder o apetite.
  • Comer demais ou querer comer alimentos pouco saudáveis.
  • Querer usar drogas ou bebidas alcoólicas.
O estresse também pode causar sintomas físicos, como:
  • Dor e sensibilidade nos músculos, principalmente nos ombros e pescoço.
  • Dores de cabeça.
  • Dificuldade para respirar.
  • Frequência cardíaca acelerada.
  • Dor de estômago, enjoo ou vômito.
  • Diarreia ou prisão de ventre.
  • Dificuldade de concentração.

Siga essas instruções em casa:

Estilo de vida

  • Identifique a origem do seu estresse e a reação a essa origem. Consulte um terapeuta que possa ajudá-lo a mudar as suas reações.
  • Quando ocorrerem eventos estressantes:
    • Converse sobre isso com a família, amigos ou colegas de trabalho.
    • Tente pensar de forma realista nos acontecimentos estressantes em vez de ignorá-los ou exagerar na reação.
    • Tente encontrar o lado positivo em uma situação estressante em vez de focar apenas no lado negativo.
    • Reduza as responsabilidades no trabalho e em casa, se possível. Peça ajuda a amigos ou à família se precisar.
  • Encontre formas de lidar com o estresse como, por exemplo:
    • Meditação.
    • Respiração profunda.
    • Ioga ou tai chi.
    • Relaxamento muscular progressivo.
    • Atividades artísticas, tocar ou ouvir música, ler.
    • Reserve tempo para atividades divertidas.
    • Passe tempo com amigos e família.
  • Peça ajuda da família, amigos ou recursos espirituais.

Alimentos e bebidas

  • Mantenha uma dieta saudável. Isso inclui:
    • Comer alimentos ricos em fibra, como frutas e legumes frescos, grãos integrais e feijões.
    • Limitar os alimentos ricos em gordura e açúcares processados, como frituras e doces.
  • Não pular refeições nem comer em excesso.
  • Beba líquidos em quantidade suficiente para manter a urina na cor amarelo-pálida.

Consumo de álcool

  • Não beba álcool se:
    • Seu médico disser para você não beber.
    • Estiver grávida, puder estar grávida ou planejar engravidar.
  • Consumir bebida alcoólica é uma maneira pela qual algumas pessoas tentam aliviar o estresse. Isso pode ser perigoso; portanto, se consumir bebida alcoólica:
    • Limite seu consumo a:
      • 0–1 drinque para mulheres.
      • 0–2 drinques para homens.
    • Observe quanto álcool sua bebida contém. Nos EUA, um drinque equivale a uma lata de cerveja de 12 oz (355 ml), uma taça de vinho de 5 oz (148 ml) ou uma dose de bebida destilada de 1½ oz (44 ml).

Atividades

  • Inclua 30 minutos de exercícios em sua agenda todo dia. Exercícios são bons para reduzir o estresse.
  • Inclua um horário no seu dia para uma atividade que você considere relaxante. Procure caminhar, andar de bicicleta, ler um livro ou ouvir música.
  • Programe seu tempo de maneira a reduzir o estresse e manter uma rotina regular. Dê prioridade ao que for mais importante para você.

Instruções gerais

  • Durma o suficiente. Tente dormir e acordar aproximadamente na mesma hora todos os dias.
  • Tome medicamentos vendidos com ou sem receita médica somente de acordo com as indicações do seu médico.
  • Não use nenhum produto que contenha nicotina ou tabaco, como cigarros tradicionais, cigarros eletrônicos e fumo de mascar. Caso precise de ajuda para parar de fumar, fale com seu médico.
  • Não use drogas ou cigarro para lidar com o estresse.
  • Compareça a todas as consultas de acompanhamento de acordo com as orientações do seu médico. Isso é importante.

Onde encontrar apoio

  • Converse com seu médico sobre como controlar o estresse ou como encontrar um grupo de apoio.
  • Encontre um terapeuta para trabalhar com você suas técnicas de controle do estresse.

Entre em contato com um médico se:

  • Seus sintomas de estresse piorarem.
  • Não conseguir controlar seu estresse em casa.
  • Estiver com dificuldade para parar de usar drogas ou álcool.

Obtenha ajuda imediatamente se:

  • Você puder representar um risco para si mesmo ou para os outros.
  • Tiver algum pensamento de morte ou suicídio.
Se sentir vontade de ferir a si mesmo ou a terceiros ou pensar em tirar a própria vida, procure ajuda imediatamente. Você pode ir ao pronto-socorro mais próximo ou ligar para:
  • O número de emergência local (911, nos EUA).
  • Um serviço telefônico de prevenção do suicídio, como o National Suicide Prevention Lifeline (Linha da Vida de Prevenção ao Suicídio Nacional), no número 1-800-273-8255. Funciona 24 horas por dia.

Resumo

  • Sentir certo nível de estresse é normal, mas o estresse muito intenso ou de longa duração (crônico) pode afetar sua saúde mental e física.
  • O estresse crônico pode aumentar seu risco de ansiedade, depressão e outros problemas de saúde, como problemas digestivos, dores musculares, doença cardíaca, pressão arterial elevada e acidente vascular cerebral.
  • Você pode ter maior risco de desenvolver problemas relacionados ao estresse se não dormir bem, tiver uma saúde ruim, faltar apoio emocional ou se tiver um transtorno de saúde mental, como ansiedade ou depressão.
  • Identifique a origem do seu estresse e a reação a essa origem. Experimente falar sobre os eventos estressantes com a família, amigos ou colegas de trabalho e tente encontrar um método para lidar com o estresse ou busque apoio de recursos espirituais.
  • Caso precise de mais ajuda, peça para seu médico indicar um grupo de apoio ou um profissional de saúde mental.

Estas informações não se destinam a substituir as recomendações de seu médico. Não deixe de discutir quaisquer dúvidas com seu médico.

;