Logo Elsevier

EsteéoconteúdodoPacientEngagement

O que acontece quando o paciente vai para casa?

Saiba mais sobre nossos produtos de Patient Engagement agora! Transforme seus pacientes em participantes ativos em seus cuidados de saúde, dando a eles acesso fácil às mesmas informações baseadas em evidências em que você confia - mas fornecidas em um formato fácil de entender.

Jul.30.2021
 Pregnancy and COVID-19

Gravidez e COVID-19

Pregnancy and COVID-19

A doença do coronavírus, também chamada de COVID-19, é uma infecção dos pulmões e vias aéreas (trato respiratório). Ainda não está claro se a gravidez aumenta a probabilidade de contrair a COVID-19 ou quais são os efeitos que a infecção pode ter sobre o feto em gestação. No entanto, a gravidez causa alterações no seu coração, nos seus pulmões e no seu sistema de combate a doenças do corpo (sistema imune). Algumas dessas mudanças aumentam a probabilidade de você pegar doenças e desenvolver uma condição mais grave, incluindo a forma grave da doença COVID-19. É importante que você tome precauções para proteger a si mesma e seu feto em gestação.
Proteja a si mesma e a seu bebê:
  • Conhecendo seus fatores de risco. Alguns problemas de saúde podem aumentar seu risco de desenvolver a forma grave da doença da COVID-19. Tome precauções se tiver diabetes ou obesidade.
  • Colaborando com sua equipe médica para se proteger contra todas as infecções, incluindo a COVID-19.

Como a COVID-19 me afeta?

Caso você pegue COVID-19, existe um risco de você:
  • Pegar uma doença respiratória que pode causar pneumonia ou a forma grave da doença. Embora o risco geral da forma grave da doença seja baixo, as pessoas que estão grávidas ou que estavam grávidas recentemente têm um risco aumentado da forma grave da doença da COVID-19 em comparação com mulheres que não estão grávidas.
  • Dar à luz o bebê antes de 37 semanas de gravidez (parto prematuro). Há um risco aumentado de parto prematuro entre gestantes com COVID-19, e elas também podem ter risco aumentado de outras complicações que podem afetar os desfechos da gravidez.
Caso esteja com COVID-19, seu médico poderá recomendar precauções especiais em relação à sua gravidez. Isso pode afetar:
  • Como serão suas consultas com seu médico. Você terá que avisar sua clínica ou hospital antes de ir. A clínica ou hospital tomará medidas para proteger as outras pessoas do vírus, incluindo atendê-la em uma sala especial.
  • Como você receberá atendimentos antes do parto (cuidados pré-natais). Exames e triagens podem precisar ser feitos de maneira diferente.
  • Como você receberá cuidados durante o trabalho de parto e o parto. Isso pode afetar o planejamento do seu parto, incluindo quem poderá estar com você durante o trabalho de parto e o parto. Você também terá um quarto especial no dia do parto.
  • Como você receberá cuidados depois do parto (cuidados pós-parto). Você pode precisar ficar internada por mais tempo no hospital.
  • Onde seu bebê ficará após o parto. Converse com seu médico sobre os riscos e benefícios de manter seu bebê no mesmo quarto que você. Os benefícios incluem amamentação e o vínculo entre mãe e recém-nascido.
  • Como você vai amamentar seu bebê depois do parto.
  • Como você vai receber visitas após o parto do seu bebê. Os visitantes devem ser restritos às pessoas essenciais para os seus cuidados e bem-estar (pessoas de suporte emocional).

Como a COVID-19 afetará meu bebê?

Até o momento, foram identificados apenas alguns casos em que o vírus que causa a COVID-19 pode ter passado de mãe para o feto em gestação durante a gravidez. Isso parece ser raro.
Após o nascimento, o bebê pode contrair o vírus se for exposto a ele.
Converse com seu médico sobre como proteger seu bebê. Isso pode incluir colocar o bebê em uma incubadora ou usar outra barreira física enquanto permanecer no hospital.

O que posso fazer para reduzir o risco?

Medicamentos e vacinas

  • Se você estiver grávida, você pode tomar vacina contra COVID-19. Tomar a vacina durante a gravidez pode protegê-la da forma grave da doença. Caso tenha dúvidas sobre ser vacinada, você pode conversar com seu médico.
  • Tome as vacinas recomendadas, incluindo a vacina contra a gripe e a vacina contra coqueluche (vacina Tdap).
  • Pergunte ao seu médico se você pode conseguir um suprimento de 30 dias, ou mais, dos seus medicamentos, de maneira que você possa ir menos vezes à farmácia.
  • Se você tiver tomado uma vacina contra COVID-19, considere participar do programa v-safe do Centers for Disease Control and Prevention, CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças). Esse programa usa uma ferramenta que funciona no seu celular para fazer verificações e coletar informações sobre sua saúde após você tomar a vacina. O programa também inclui um registro separado para mulheres grávidas. Para obter mais informações sobre este programa, acesse esses sites:

Limpeza e higiene pessoal

Se você estiver em isolamento por causa da COVID-19 e estiver compartilhando quarto com seu recém-nascido, tome essas medidas para reduzir o risco de transmitir o vírus para o recém-nascido:
  • Lave as mãos com água e sabão durante pelo melos 20 segundos antes de pegar o bebê ou cuidar dele. Caso água e sabão não estejam disponíveis, use álcool gel antisséptico para as mãos.
  • Use máscara quando estiver a menos de 6 pés (1,8 m) de seu bebê.
  • Mantenha o bebê a mais de 6 pés (1,8 m) de distância de você o máximo de tempo possível.
  • Evite tocar sua boca, rosto, olhos ou nariz antes de lavar as mãos.
  • Limpe e desinfete objetos e superfícies que são tocadas frequentemente todos os dias.

Outras coisas a serem feitas

  • Evite o máximo possível interagir com pessoas que possam ter sido expostas ou infectadas com COVID-19, incluindo as pessoas que moram com você.
  • Cubra a boca e o nariz usando uma máscara ou outro tecido cobrindo o rosto quando você sair em público.
  • Evite pessoas que não estejam usando máscara.
  • Evite grandes aglomerações e lugares mal ventilados. Mantenha pelo menos 6 pés (1,8 m) de distância entre você e os outros.
  • Ligue para seu médico caso tenha motivos de preocupação com sua saúde.
    • Entre em contato com seu médico imediatamente, caso ache que você está infectada por COVID-19. Informe seu médico se você acha que pode estar infectada por COVID-19 e estiver grávida.

Dicas para amamentação

Planeje com sua família e equipe de saúde como amamentar seu bebê. As pesquisas recentes sugerem ser improvável que o vírus possa passar para o bebê através do leite materno.
Caso esteja amamentando, você pode tomar vacina contra COVID-19. Considerando a maneira como essas vacinas funcionam no corpo, acredita-se que elas não representam nenhum risco para mulheres lactantes ou seus bebês que estão sendo amamentados. Algumas das vacinas podem fazer com que as mulheres que estão amamentando tenham anticorpos no leite materno que podem ajudar a proteger seus bebês.
Se você tiver ou puder ter a COVID-19, seu médico pode recomendar que você tome precauções durante a amamentação. Isso inclui:
  • Lavar as mãos com água e sabão durante pelo melos 20 segundos antes de amamentar o bebê. Caso água e sabão não estejam disponíveis, use álcool gel antisséptico para as mãos.
  • Usar uma máscara enquanto amamenta o bebê.
  • Bombear ou armazenar leite materno para amamentar o bebê. Se possível, peça a alguém na sua casa que não esteja doente para dar ao bebê o leite materno bombeado.
    • Lave as mãos com água e sabão durante pelo melos 20 segundos antes de mexer na bomba.
    • Lave e desinfete todas as partes da bomba após a coleta do leite. Siga as instruções do fabricante para limpar e desinfetar todas as partes da bomba.

Siga essas instruções:

Como controlar o estresse

Algumas mulheres grávidas e no pós-parto podem estar sentindo medo, incerteza e estresse devido à COVID-19. Encontre maneiras de combater o estresse. Isso pode incluir:
  • Usar técnicas de relaxamento, como meditação e respiração profunda.
  • Fazer exercícios regularmente. A maioria das mulheres pode continuar seus exercícios usuais durante a gravidez. Pergunte ao seu médico quais atividades são seguras para você.
  • Busque apoio da família, amigos ou recursos espirituais. Se vocês não puderem estar juntos presencialmente, ainda podem se conectar por telefone, mensagens de texto, videochamadas ou mensagens online.
  • Passe tempo realizando atividades relaxantes de que você gosta, como ouvir música ou ler um bom livro.

Instruções gerais

  • Siga as instruções fornecidas pelo seu médico sobre o uso de medicamentos. Alguns medicamentos podem não ser seguros de tomar durante a gestação.
  • Peça ajuda caso precise de aconselhamento ou de informações nutricionais durante a gestação. Seu médico poderá oferecer orientação ou encaminhá-la a um serviço ou um especialista que possa ajudá-lo com necessidades diversas.
  • Compareça a todas as consultas de acompanhamento. Isso é importante. Isso inclui visitas antes e depois de o bebê nascer.

Perguntas a fazer à sua equipe de saúde

  • O que devo fazer se tiver sintomas da COVID-19?
  • Quais efeitos colaterais podem ocorrer após tomar alguma das vacinas disponíveis contra a COVID-19?
  • Como a COVID-19 afetará minhas consultas de cuidados pré-natais, exames e triagens, trabalho de parto, parto e cuidados pós-parto?
  • Quais são os riscos da COVID-19 para mim e os potenciais riscos para o meu bebê ou feto em gestação?
  • Como a vacina transmite anticorpos para meu feto em gestação?
  • Devo planejar amamentar meu bebê?
  • Onde posso encontrar serviços de saúde mental?
  • Onde posso encontrar ajuda se tiver dificuldades financeiras?

Onde conseguir mais informações

Entre em contato com um médico se:

  • Apresentar sinais e sintomas de infecção, incluindo febre ou tosse. Informe sua equipe médica se você acha que pode estar infectada por COVID-19 e estiver grávida.
  • Sentir emoções fortes, como tristeza ou ansiedade.
  • Sentir-se insegura em casa e precisar de ajuda para encontrar um local seguro para morar.
  • Notar corrimento vaginal aquoso ou com presença de sangue, ou sangramento vaginal.

Busque ajuda imediatamente se:

  • Apresentar sinais ou sintomas de trabalho de parto antes de 37 semanas de gravidez. Isso inclui:
    • Contrações com 5 minutos ou menos de intervalo ou que aumentam em frequência, intensidade ou duração.
    • Dor aguda e repentina no abdome ou na parte inferior das costas.
    • Um jato ou fluxo de líquido pela vagina.
  • Apresentar sinais da forma mais grave da doença, como:
    • Dificuldade para respirar.
    • Dor no peito.
    • Febre de 102,2 °F (39 °C) ou mais e que não passa.
    • Vomitar toda vez que beber líquidos.
    • Sentir fraqueza extrema ou desmaiar.
Esses sintomas podem representar um problema sério e ser uma emergência. Não espere para ver se os sintomas desaparecem. Procure um médico imediatamente. Ligue para o número de emergência local (911, nos EUA). Não dirija por conta própria até o hospital.

Resumo

  • A doença do coronavírus, também chamada de COVID-19, é uma infecção dos pulmões e vias aéreas. Não está claro se a gravidez aumenta seu risco de contrair a COVID-19. Não se sabe se a COVID-19 pode afetar bebês em gestação.
  • Tome precauções para proteger você e seu bebê. Lave as mãos com frequência e evite tocar sua boca, rosto, olhos ou nariz. Evite grupos grandes de pessoas e fique longe de pessoas que estão doentes.
  • Caso ache que está infectada por COVID-19, entre em contato com seu médico imediatamente. Informe seu médico se você acha que pode estar infectada por COVID-19 e estiver grávida.
  • Caso esteja com COVID-19, seu médico poderá recomendar precauções especiais durante sua gravidez, trabalho de parto e parto, e depois de seu bebê ter nascido.

Estas informações não se destinam a substituir as recomendações de seu médico. Não deixe de discutir quaisquer dúvidas com seu médico.

;