Logo Elsevier

EsteéoconteúdodoPacientEngagement

O que acontece quando o paciente vai para casa?

Saiba mais sobre nossos produtos de Patient Engagement agora! Transforme seus pacientes em participantes ativos em seus cuidados de saúde, dando a eles acesso fácil às mesmas informações baseadas em evidências em que você confia - mas fornecidas em um formato fácil de entender.

Sep.03.2020
 Stress, Adult

Estresse, adultos

Stress, Adult

O estresse é uma reação normal a acontecimentos da vida. Estresse é o que você sente quando a vida demanda mais do que você está acostumado, ou mais do que pensa que pode aguentar. Algum nível de estresse pode ser útil, como estudar para uma prova ou cumprir um prazo no trabalho. O estresse que ocorre com muita frequência ou que dura muito tempo pode causar problemas. Ele pode afetar sua saúde emocional e interferir nos relacionamentos e nas atividades normais do dia a dia. O excesso de estresse pode enfraquecer o sistema de defesa do seu organismo (sistema imune) e aumentar seu risco de doenças físicas. Se você já tiver algum problema médico, o estresse pode piorar.

Quais são as causas?

Todos os tipos de acontecimentos da vida podem causar estresse. Um evento que cause estresse para uma pessoa pode não ser estressante para outra pessoa. Acontecimentos importantes da vida, positivos ou negativos, geralmente causam estresse. Exemplos incluem:
  • Perder um emprego ou começar em um novo emprego.
  • Perder uma pessoa querida.
  • Mudar-se para uma nova cidade ou casa.
  • Casar-se ou separar-se.
  • Nascimento de um bebê.
  • Sofrer uma lesão ou ficar doente.
Acontecimentos menos óbvios da vida também podem causar estresse, principalmente se ocorrerem todos os dias ou somados com outros. Exemplos incluem:
  • Trabalhar por jornadas longas.
  • Pegar muito trânsito.
  • Cuidar de crianças.
  • Estar endividado.
  • Estar com problemas conjugais.

Quais são os sinais ou sintomas?

O estresse pode causar sintomas emocionais, incluindo:
  • Ansiedade. Sentir-se preocupado, com medo, nervoso, sobrecarregado ou sem controle.
  • Raiva, incluindo irritação ou impaciência.
  • Depressão. É uma sensação de tristeza, como sentir-se para baixo, desamparado ou culpado.
  • Dificuldade de concentração, de se lembrar das coisas ou de tomar decisões.
O estresse pode causar sintomas físicos, incluindo:
  • Dores. Elas podem afetar sua cabeça, pescoço, costas, estômago ou outras áreas do corpo.
  • Músculos tensos ou mandíbula pressionada.
  • Falta de energia.
  • Dificuldade para dormir.
O estresse pode causar comportamentos nada saudáveis, incluindo:
  • Comer para se sentir melhor (comer demais) ou pular refeições.
  • Trabalhar demais ou adiar tarefas.
  • Tabagismo, consumo de álcool ou uso de outras drogas para se sentir melhor.

Como esse quadro clínico é diagnosticado?

O estresse é diagnosticado mediante avaliação por um médico. O profissional pode diagnosticar esse quadro clínico com base em:
  • Seus sintomas e possíveis acontecimentos estressantes da vida.
  • Seu histórico médico.
  • Exames para descartar outras causas para seus sintomas.
Dependendo do seu quadro, seu médico poderá encaminhá-lo a um especialista para melhor avaliação.

Como esse quadro clínico é tratado?

Técnicas de controle do estresse são o tratamento recomendado para o estresse. Normalmente não são recomendados medicamentos para o tratamento do estresse.
As técnicas para amenizar a reação a acontecimentos estressantes da vida incluem:
  • Identificação do estresse. Monitorar os sintomas do estresse e identificar o que causa estresse para você. Esse discernimento pode ajudá-lo a evitar ou a se preparar para acontecimentos estressantes.
  • Controle do tempo. Defina suas prioridades, organize seu calendário de eventos e aprenda a dizer não. Tomar essas medidas pode ajudá-lo a evitar assumir compromissos demais.
As técnicas para lidar com o estresse incluem:
  • Repensar o problema. Tente pensar de forma realista nos acontecimentos estressantes em vez de ignorá-los ou exagerar na reação. Tente encontrar o lado positivo em uma situação estressante em vez de focar apenas nos pontos negativos.
  • Exercícios. Exercícios físicos podem aliviar tanto tensão física quanto emocional. O segredo é encontrar uma forma de exercício que você goste e realizá-la regularmente.
  • Técnicas de relaxamento. Essas técnicas relaxam o organismo e a mente. O segredo é encontrar uma ou mais técnicas de que você gosta e usá-las regularmente. Exemplos incluem:
    • Meditação, exercícios de respiração profunda ou técnicas de relaxamento progressivo.
    • Ioga ou tai chi.
    • Biofeedback, técnicas de atenção plena ou escrever um diário.
    • Ouvir música, estar em contato com a natureza ou fazer outros passatempos.
  • Manter um estilo de vida saudável. Consumir uma dieta equilibrada, beber bastante água, moderar ou evitar cafeína e dormir bastante.
  • Ter uma sólida rede de apoio. Passar tempo com parentes, amigos ou outras pessoas com quem você gosta de estar. Expressar seus sentimentos e conversar com pessoas de confiança.
Acompanhamento psicológico ou psicoterapia com um profissional de saúde mental podem ajudar se você estiver com dificuldade de lidar com o estresse por conta própria.

Siga essas instruções em casa:

Estilo de vida

  • Evite drogas.
  • Não use nenhum produto que contenha nicotina ou tabaco, como cigarros tradicionais, cigarros eletrônicos e fumo de mascar. Caso precise de ajuda para parar de fumar, fale com seu médico.
  • Limite o consumo de álcool a no máximo 1 dose por dia para mulheres não grávidas e 2 doses por dia para homens. Uma dose equivale a 12 oz de cerveja, 5 oz de vinho ou 1½ oz de bebida destilada
  • Não consuma álcool ou drogas para relaxar.
  • Tenha uma dieta equilibrada que inclua frutas e legumes frescos, grãos integrais, carnes magras, peixes, ovos e feijões, além de alimentos lácteos pobres em gordura. Evite alimentos processados e alimentos com elevado teor de gordura, açúcar e sal.
  • Exercite-se pelo menos 30 minutos em 5 dias da semana ou mais.
  • Durma 7–8 horas por noite.

Instruções gerais

  • Pratique técnicas de controle do estresse conforme as orientações do seu médico.
  • Beba líquidos em quantidade suficiente para manter sua urina clara ou na cor amarelo-pálida.
  • Tome medicamentos vendidos com ou sem receita médica somente de acordo com as indicações do seu médico.
  • Compareça a todas as consultas de acompanhamento de acordo com as orientações do seu médico. Isso é importante.

Entre em contato com um médico se:

  • Seus sintomas piorarem.
  • Surgirem novos sintomas.
  • Você se sentir sobrecarregado por seus problemas e não conseguir mais administrá-los sozinho.

Obtenha ajuda imediatamente se:

  • Pensar em ferir a si mesmo ou a terceiros.
Se sentir vontade de ferir a si mesmo ou a terceiros ou pensar em tirar a própria vida, procure ajuda imediatamente. Você pode ir ao pronto-socorro mais próximo ou ligar para:
  • O número de emergência local (911, nos EUA).
  • Um serviço telefônico de prevenção do suicídio, como o National Suicide Prevention Lifeline (Linha da Vida de Prevenção ao Suicídio Nacional), no número 1-800-273-8255. Funciona 24 horas por dia.

Resumo

  • O estresse é uma reação normal a acontecimentos da vida. Ele pode causar problemas se acontecer com muita frequência ou se durar muito tempo.
  • Praticar técnicas de controle do estresse é a melhor maneira de tratá-lo.
  • Acompanhamento psicológico ou psicoterapia com um profissional de saúde mental podem ajudar se você estiver com dificuldade de lidar com o estresse por conta própria.

Estas informações não se destinam a substituir as recomendações de seu médico. Não deixe de discutir quaisquer dúvidas com seu médico.

;