Logo Elsevier

EsteéoconteúdodoPacientEngagement

O que acontece quando o paciente vai para casa?

Saiba mais sobre nossos produtos de Patient Engagement agora! Transforme seus pacientes em participantes ativos em seus cuidados de saúde, dando a eles acesso fácil às mesmas informações baseadas em evidências em que você confia - mas fornecidas em um formato fácil de entender.

Jan.06.2020
 Substance Use Disorder

Transtorno por uso de substâncias

Substance Use Disorder

O transtorno por uso de substâncias ocorre quando o uso repetido de drogas ou álcool por uma pessoa interfere em sua capacidade de ser produtivo. Esse transtorno pode causar problemas na saúde mental e física. Pode afetar sua capacidade de manter relacionamentos saudáveis e pode impedir que você consiga cumprir suas responsabilidades no trabalho, em casa ou na escola. Também pode causar dependência, que é um quadro no qual a pessoa não consegue deixar de usar a substância de forma consistente por um determinado período.
A dependência altera a maneira como o cérebro funciona. Devido a essas alterações, a dependência é uma doença crônica. O transtorno por uso de substâncias pode ser leve, moderado ou grave.
As substâncias mais comumente abusadas incluem:
  • Álcool.
  • Tabaco.
  • Maconha.
  • Estimulantes, como cocaína e metanfetamina.
  • Alucinógenos, como LSD e PCP.
  • Opioides, como alguns analgésicos vendidos somente com receita médica e heroína.

Quais são as causas?

Esse quadro clínico pode se desenvolver em decorrência de muitas razões sociais, psicológicas ou físicas complexas, tais como:
  • Estresse.
  • Abuso.
  • Pressão de grupos e colegas.
  • Ansiedade ou depressão.

O que aumenta o risco?

Há maior probabilidade de ocorrência desse quadro em pessoas que:
  • Usam substâncias para lidar com o estresse.
  • Sofreram abuso.
  • Sofrem de algum transtorno de saúde mental, como depressão ou ansiedade.
  • Têm histórico familiar de transtorno por uso de substâncias.

Quais são os sinais ou sintomas?

Os sintomas desse quadro clínico incluem:
  • Usar a substância por períodos mais longos ou em uma dosagem mais alta do que o normal ou que o planejado.
  • Sentir um desejo duradouro de usar a substância.
  • Ser incapaz de reduzir ou interromper o uso da substância.
  • Gastar um tempo anormal buscando a substância, usando-a ou se recuperando do seu uso.
  • Usar a substância de uma forma que interfira no trabalho, estudos, atividades sociais e relacionamentos pessoais.
  • Usar a substância mesmo após sofrer consequências negativas, como:
    • Problemas de saúde.
    • Dificuldades legais ou financeiras.
    • Perda do emprego.
    • Problemas de relacionamento.
  • Precisar de quantidades cada vez maiores da substância para obter o mesmo efeito (desenvolvimento de tolerância).
  • Experimentar sintomas desagradáveis ao não usar a substância (síndrome de abstinência).
  • Usar a substância para evitar os sintomas de abstinência.

Como esse quadro clínico é diagnosticado?

Esse quadro clínico pode ser diagnosticado com base em:
  • Um exame físico.
  • Seu histórico de uso da substância.
  • Seus sintomas. Isso inclui:
    • Como o uso da substância afeta sua vida.
    • Alterações da personalidade, humor e comportamento.
    • Sofrer de pelo menos dois sintomas de transtorno por uso da substância em um período de 12 meses.
    • Problemas de saúde relacionados ao uso da substância, como lesões no fígado, falta de ar, fadiga, tosse ou problemas do coração.
  • Exames de sangue ou urina para verificar o uso de álcool e drogas.

Como esse quadro clínico é tratado?

Esse quadro clínico pode ser tratado com:
  • Interrupção do uso da substância com segurança. Isso pode exigir tomar medicamentos e ser acompanhado atentamente durante vários dias.
  • Participar de terapia em grupo e individual com profissionais de saúde mental que ajudam pessoas com transtorno por uso de substância.
  • Ficar em um centro de tratamento residencial por vários dias ou várias semanas.
  • Comparecer a sessões de terapia diariamente em um centro de tratamento.
  • Tomar medicamentos de acordo com as orientações do seu médico:
    • Para aliviar os sintomas e prevenir complicações durante a abstinência.
    • Para tratar outros problemas de saúde mental, como depressão ou ansiedade.
    • Para bloquear desejos de uso, causando os mesmos efeitos da substância.
    • Para bloquear os efeitos da substância ou substituir boas sensações com produtos desconfortáveis.
  • Participar de um grupo de apoio para compartilhar sua experiência com outras pessoas que estão passando pelo mesmo problema. Esses grupos são uma parte importante da recuperação no longo prazo para muitas pessoas.
A recuperação pode ser um processo longo. Muitas pessoas que passam por tratamento começam a usar a substância logo depois de parar (recaída). Caso você sofra uma recaída, isso não significa que o tratamento não funcionará.

Siga essas instruções em casa:

  • Tome medicamentos vendidos com ou sem receita médica somente de acordo com as indicações do seu médico.
  • Não consuma álcool ou drogas.
  • Evite tentações ou gatilhos que você associa ao uso da substância.
  • Aprenda e treine técnicas para controlar o estresse.
  • Elabore um plano para momentos de vulnerabilidade. Tenha sempre os números de telefone de pessoas que possam ajudar e que estejam comprometidas com sua recuperação.
  • Participe de grupos de apoio regularmente. Esses grupos incluem programas de 12 etapas, como o Alcoólicos Anônimos e o Narcóticos Anônimos.
  • Compareça a todas as consultas de acompanhamento de acordo com as orientações dos seus profissionais de saúde. Isso é importante. Isso inclui continuar a trabalhar com terapeutas e grupos de apoio.

Entre em contato com um médico se:

  • Não conseguir tomar seus medicamentos conforme orientado.
  • Seus sintomas piorarem.
  • Tiver dificuldade para resistir ao desejo de usar drogas ou álcool.

Busque ajuda imediatamente se você:

  • Tiver uma recaída.
  • Achar que você pode ter usado uma quantidade excessiva de uma droga. O telefone de emergência do National Poison Control Center (Centro Nacional de Controle de Venenos) é (800) 222-1222.
  • Apresentar sinais de overdose. Os sintomas incluem:
    • Dor no peito.
    • Confusão.
    • Sonolência ou dificuldade para ficar acordado.
    • Respiração retardada.
    • Enjoo ou vômito.
    • Uma convulsão.
  • Tiver pensamentos sérios de machucar a si mesmo ou a outras pessoas.
A overdose de drogas é uma emergência. Não espere para ver se os sintomas desaparecem. Procure um médico imediatamente. Ligue para o número de emergência local (911, nos EUA). Não dirija por conta própria até o hospital.
Se sentir vontade de ferir a si mesmo ou a terceiros ou pensar em tirar a própria vida, procure ajuda imediatamente. Você pode ir para o pronto-socorro mais próximo ou ligar para:
  • O número de emergência local (911, nos EUA).
  • Um serviço telefônico de prevenção do suicídio, como o National Suicide Prevention Lifeline (Linha da Vida de Prevenção ao Suicídio Nacional), no número 1-800-273-8255. Ele funciona 24 horas por dia.

Resumo

  • O transtorno por uso de substâncias ocorre quando o uso repetido de drogas ou álcool por uma pessoa interfere em sua capacidade de ser produtivo.
  • Participar de terapia em grupo e individual com profissionais de saúde mental é um tratamento comum para pessoas com transtorno por uso de substância.
  • A recuperação pode ser um processo longo. Muitas pessoas que passam por tratamento começam a usar a substância logo depois de parar (recaída). Caso sofra uma recaída, isso não significa que o tratamento não funcionará.
  • Participe de grupos de apoio como o Alcoólicos Anônimos e o Narcóticos Anônimos. Esses grupos são uma parte importante da recuperação no longo prazo para muitas pessoas.

Estas informações não se destinam a substituir as recomendações de seu médico. Não deixe de discutir quaisquer dúvidas com seu médico.

;